MANIFESTO N.º 1

O processo executivo simplex transformou o cidadão comum em "persona non grata", um anátema, uma espécie de criminoso simplificado. A sua privacidade pode ser violada e vendida em actos administrativos, telemáticos, rentabilizados à unidade, + IVA, para o comparsa. ... / ... Hoje sabemos que a corrupção activa se instalava comodamente ao nível dos mais altos cargos da Administração Pública e da Banca. Em simultâneo havia mais de um milhão de processos a entupir os Tribunais…. (Em actualização) [Álvaro de Mendonça, Editor]