Ulrich contratou mercenários ?

Após a queda do Lehman Brothers, que gerou a grande crise imobiliária e financeira que abalou a banca em todo o mundo, a BOLHA, os grandes cérebros da velha SPI decidiram investir em novos rumos e procurar uma galinha que pusesse ovos de ouro.

E assim foi… mas para entrar em Angola, tiveram que abrir o jogo [para não dizer outra coisa…] aos investidores locais e em 2014 já a mulher mais rica de África fazia parte do Conselho de Administração do Banco BPI S.A.

Em queda vertiginosa devido aos problemas com o BCE [BPI: Ações derrapam 7,5% com “dor de cabeça” em Angola. Desde a crise política de 2013 que as ações do BPI não valiam tão pouco. Hoje, dia de prestar contas anuais, voltam a cair de forma acentuada. Decisão do BCE sobre Angola é dor de cabeça para Ulrich / Fonte: https://observador.pt ], e para resolver o “problema” os grandes crânios da SPI e a poderosa Engenheira Isabel dos Santos, hoje em fuga à Justiça Angolana na sequência do Luanda Leaks, contrataram advogados de elevado gabarito para “defender os interesses do banco”.

Entre esses grandes advogados e escritórios de advogados, está a advogada mercenária Carla Braguez, especialista em recuperação de crédito, Associada Coordenadora da GPA, Advogados [que tem como missão “fazer equipa com os nossos clientes”. Com efeito, é nosso compromisso e preocupação construir e manter relações duradouras com os nossos Clientes, tornando-nos mais um elemento da equipa a que podem recorrer” / https://www.gpasa.pt/pt/equipa/ ].

A sua elevada capacidade de resposta assertiva, e sempre na defesa dos interesses dos seus clientes, ficou claramente demonstrada num “requerimento para outras questões” emitido no âmbito do processo executivo simplex N.º 3816/06.0TBALM.
Sem hesitar, a causídica acusou os executados de agirem com dolo e com má-fé. Acusou-os ainda de terem causado um elevado prejuízo à poderosa instituição financeira e de a impedirem de obter qualquer lucro do imóvel avaliado em 250.000.00€, que o banco “adquirira” por metade desse valor ao vendedor de ferro-velho Amílcar Santos [http://www.agroleiloes.eu/], em “negociação particular”, para não causar mais prejuízo aos executados.

Forneceu ao Tribunal informação falsa e susceptível de induzir em erro, violando grosseiramente o artigo 4.4 do Código de Deontologia do Advogados Europeus – Ordem dos Advogados [Deliberação n.º 2511/2007 / Diário da República. – S.2-E n.249, 27 Dezembro 2007]. Não apresentou qualquer prova ou fundamento de suas acusações e difamação, no entanto o requerimento por si subscrito a 23 de Abril de 2014, obteve despacho favorável.

Não só demonstrou um profundo desprezo pelo que o cidadão comum teve que enfrentar, como violou claramente regras básicas de conduta e cidadania, ao prestar falsas declarações e difamar gratuitamente o cidadão, com o objectivo exclusivo de “defender os interesses do banco”.
Consubstanciando as falsas declarações e a difamação gratuita com o objectivo pretendido no indecoroso requerimento — a tomada de posse do bem imobiliário [apesar de já estar desocupado e pronto a ser entregue, com o conhecimento da escrupulosa cumpridora da Lei, a agente de execução Alexandra Gomes, que tem um portal dedicado ao Direito – http://alexandragomes.pt/ ] — estaremos perante a rude violação do artigo 12º da Declaração Universal dos Direitos Humanos.


De facto, não interessa quem foi o mandante.
Cada um terá o que merece.

Robin dos Bosques

__________________________________________

NOTA:

mercenário

mer.ce.ná.ri.o | mərsəˈnarju | latim mercenarĭu-

adjetivo
1. que trabalha ou serve por dinheiro
2. figurado, que só age por interesse, interesseiro
nome masculino
1. aquele que trabalha ou serve por dinheiro
2. MILITAR soldado que, por dinheiro, combate em exércitos estrangeiros
3. figurado, interesseiro
SINÓNIMOS
corruptível, interesseiro, vendido

  • Fonte: infopedia.pt

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.