Última missiva a um Banqueiro corrupto

O banco BPI é [ou era…] um banco moderno de ampla actividade.

NOTA DO AUTOR

O Banco BPI S.A. é [ou era…] um líder do mercado imobiliário e dos bancos que mais processos tem em Tribunal, sobretudo depois da queda do Lehman Brothers, em 2008, quando também ficou sem dinheiro para investir, como quase todos os outros bancos comerciais, de gestão de activos, de investimento e de participações financeiras.
A Bolha, a crise dos subprime, aliada às crises sociais, financeiras e políticas causadas pela corrupção desenfreada que assola o país há décadas, derivadas sobretudo do descalabros da BANCA e das grandes negociatas que circulam à sua volta, arrastaram para a inadimplência largos milhares de cidadãos. Abandonados pelo ESTADO à desgraça alheia.
Sem possibilidade defesa perante um exército de advogados bem pagos e um processo executivo simplificado, com o conluio processual dos agentes de execução [figura pseudojurídica criada para o efeito], o contribuinte executado foi espoliado de tudo, para garantir o ressarcimento dos banqueiros, que geraram as próprias crises.
Milhares de vítimas destes “predadores do investimento” foram saqueadas e silenciadas.
Quantas vezes os advogados “especialistas” utilizaram estratégias inusitadas para garantir o ressarcimento dos seus mandantes ?
Debaixo das barbas de juízes cegos e numerados, com o suporte da “regularidade processual” que os alimenta, enquanto enriquecem as sociedades de solicitadores e os sucateiros oportunistas.
Este é apenas um exemplo de um bandido que se AGUENTOU: — O Arquitecto Urbanista do Processo Executivo Simplex, que causou “graves e elevados prejuízos” à poderosa Instituição Financeira, a velha SPI, que agora é Espanhola.
Esta é a sua ÚLTIMA MISSIVA A UM BANQUEIRO CORRUPTO.

___________

Faro, 3 de Setembro de 2020

Ao Exm.º Banqueiro Fernando Ulrich

Depois de quatro anos de análise e investigação, conclui que vós sois uma ninhada de corruptos, incluindo provavelmente o Juiz N.º 2 do Processo Executivo Simplex.

O próprio Banqueiro mais bem pago de Portugal, não passa, afinal, de mais um corruptor, no País dos Bancos.

A Exm.ª Advogada Carla Braguez e sua “equipa”, são uns vendidos. Vai causar os seus estragos no Pleno, ao qual exigirei uma resposta Pública acerca da minha queixa, fundamentada na violação dos próprios estatutos da Ordem. A sua história já está em todos os Conselhos de Deontologia da Ordem dos Advogados, e continuará a ser actualizada. Consigo arrastou a “patrono do telefone”, a Vogal da Ordem dos Advogados do Conselho de Almada, Drª Elisabete Constantino, cuja “vicissitude de inviabilidade de acção” há-de ser publicada no Blog “O Banco e A Bolha”, para todos percebermos o seu conteúdo “sigiloso”.

A escrupulosa Agente de Execução Alexandra Gomes vai obrigar a OSAE a designar, finalmente, o PROVEDOR, cujo cargo é exercido pelo secretário geral. Depois então iremos perceber o que a solicitadora diz que diz, ou o que diz que lhe cumpre dizer, para se entender o que não faz. Um dia o forrobodó há-de chegar ao fim e o próprio bastonário, que “aprendeu muito com a Troika”, há-de perceber que não pode brincar com a CIDADANIA.

O Sr Amílcar Santos devia ir para a “choldra”, é um aldrabão. Um palhaço nas mãos dos “exequentes” compinchas, que não hesita em lucrar de forma brutal à custa de “executados”, vítimas das crises geradas por banqueiros e políticos corruptos. Um inútil à sociedade e ao País. Falta ainda saber muito acerca deste submundo dos LEILÕES e pseudo “Agências de Venda”, que agem em conluio com os agentes de execução e suas sociedades comerciais. Um negócio de muitos, muitos milhões.

Nos últimos dois anos escrevi mais de uma centena de artigos que publiquei nos Blogues O Banco e a Bolha e Cidadão Comum, por mim criados e editados. Nesse conjunto fiz uma “desmontagem” do Processum, de modo a expô-lo de forma clara à Sociedade Civil Portuguesa.

Em Janeiro de 2019 publiquei a narrativa “eu não assaltei o bpi – ensaio sobre a iniquidade“, onde demonstro o modus operandi da “regularidade processual” e onde provo publicamente que nunca agi de forma dolosa ou de má-fé.

Dou assim por concluída esta minha tarefa: — agora tenho tudo pronto para iniciar a sua DENÚNCIA por toda a parte.
Para esse efeito criei também o projecto BAAP “Bank Assault Art Project”, e acabo de colocar online O Potal Dos Corruptos, em cuja Listagem sereis certamente representados [em construção].

  • Toda a documentação que considero necessária para comprovar a minha “análise“, está já disponível através dos artigos publicados nos sites e devidamente organizada de forma a garantir o seu acesso. A sua divulgação irá processar-se de forma automatizada e continua através das redes sociais e da imprensa não vinculada aos Poderes políticos, bem como através de meios próprios, pois que eu sou também um especialista.
  • A próxima edição da narrativa “eu não assaltei o bpi – ensaio sobre a iniquidade” será complementada com uma selecção de artigos publicados e vasta documentação processual e extra-processual, incluindo as queixas e suas respostas, desde a CAAJ ao Provedor de Justiça, passando pela OSAE e pela OA e de alguns responsáveis governativos.

Apesar de toda esta adversidade, causada pela ganância abstrusa do Banqueiro e seus parasitas, AGUENTEI-ME !

Parabéns a todos vós e desde já deixo o meu agradecimento pelo facto de se terem enterrado com a cabeça de fora, como o avestruz.

O bandido que causou “graves e elevados prejuízos” ao Banqueiro mais bem pago de Portugal e à Mulher mais rica de África não vai largar o osso, conforme atempadamente esclareceu aos responsáveis do Banco BPI S.A., que fizeram ouvidos moucos e consideraram que “não foram menos correctos“.

Bem hajam.

A post from O BANCO E A BOLHA A FALHA do SAQUE por O Banco & a Bolha
O Banco BPI S.A. já estava a ser vigiado pelo BCE, enquanto fazia as suas omeletes com a Mulher mais rica de África. Por isso é que contratara, provavelmente a pedido da própria Isabel dos Santos, que já se sentava na mesa da Administração da velha SPI, uma equipa de advogados de alto gabarito para “defender os seus interesses financeiros”.…
Continue lendo A FALHA do SAQUE → O Banco & a Bolha | 2 de Setembro de 2020 às 9:09 | Categorias: Denúncia pública, Documentário | URL: https://wp.me/pahk58-2jY
Problema em clicar? Copie e cole este URL no seu navegador:
https://obancoeabolha.com/2020/09/02/a-falha-do-saque/
Obrigado por voar com a WordPress.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.